(Source: lanasthrone)


concordemosemdiscordar:

A viagem longa de carro obriga-nos a perspetivar todas as variáveis que a cercam: por que nos deslocamos, que intento sobrevoa a viagem, é uma fuga ou é um encontro aquilo que procuramos? Ou é antes uma inata necessidade que ali se expressa, realizando a mudança, a metamorfose, a revolução que sempre desejamos? Viajamos de vidros abertos, de cabelos entregues aos humores voláteis do vento, com o conforto sensorial de nos sabermos perto do lugar de chegada, um espaço quase mitificado que é alheio ao Tempo. A fronteira (uma de muitas) esbateu-se; daqui parti e ali cheguei.